O que é o dietilenoglicol?

A substância dietilenoglicol tem cor clara, é viscosa, sem cheiro e tem gosto adocicado. Sua fórmula química é C4H10O3. Essa substância é um solvente orgânico altamente tóxico que causa insuficiência renal e hepática, podendo inclusive levar a morte quando ingerido.

Aonde é utilizado dietilenoglicol?

O dietilenoglicol é muito utilizado como solvente para produtos químicos e drogas que não dissolvem em água.

No processo de resfriamento da cerveja após a fermentação. Ele é diluido em água e usado nas serpentinas de resfriamento para evitar o congelamento das mesmas.

Na indústria farmacêutica.

É usado na produção de cosméticos, lubrificantes, combustíveis para aquecimento e plastificantes.

Essa substância já provocou desastres e mortes em diversos países como Nigéria (1990), Bangladesh (2009), Panamá (2007), Argentina, Índia e Áustria.

No Brasil, no Estado de Minas Gerais, oito pessoas evoluíram para o quadro de insuficiência renal em menos de 72 horas após apresentarem os sintomas de vômito e dores no estomago. Uma veio a óbito.

Após depoimentos dessas pessoas e investigação por parte das autoridades se constatou que elas haviam consumido a cerveja de marca Belohorizontina, da fabricante Baker. Onde após testes de laboratório foi confirmado a presença da substância química “dietilenoglicol”. Altamente nociva a saúde.

Há entrevistas com especialistas em fabricação de cervejas que afirmam, quando a cerveja sai do processo de fermentação e não atinge o teor alcoólico desejado se adiciona álcool para atingir esse teor alcoólico. E é neste estágio “que não é muito incomum” a utilização do dietilenoglicol.

Porém a maioria dos mestres cervejeiros, afirmam que não se usa o dietilenoglicol na fabricação de cervejas artesanais. E quando não é atingido teor alcoólico se adiciona o álcool próprio para o consumo humano.