Testando na noite meu olhar para a piquenitude que sou, sei que algo há mais do nada relativamente sou… olho para esse céu estelar, penso, não compreendo, pergunto, e mais milhões, bilhões de questionamentos, cérebro final, sem uma plausível resposta, só uma… umazinha só….

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome aqui